sexta-feira, junho 26, 2009

quarta-feira, junho 24, 2009

Vale a pena Pensar nisto...


O António, depois de dormir numa almofada de algodão (Made in Egipt),começou o dia bem cedo, acordado pelo despertador (Made in Japan) às 7 damanhã.
Depois de um banho com sabonete (Made in France) e enquanto o café(importado da Colômbia) estava a fazer na máquina (Made in Chech Republic),barbeou-se com a máquina eléctrica (Made in China).
Vestiu uma camisa (Made in Sri Lanka), jeans de marca (Made in Singapure) eum relógio de bolso (Made in Swiss).
Depois de preparar as torradas de trigo (produced in USA) na sua torradeira(Made in Germany) e enquanto tomava o café numa chávena (Made in Spain),pegou na máquina de calcular (Made in Korea) para verquanto é que poderia gastar nesse dia e consultou a Internet no seucomputador (Made in Thailand) para ver as previsões meteorológicas.
Depois de ouvir as notícias pela rádio (Made in India), ainda bebeu um sumode laranja (produced in Israel), entrou no carro Saab (Made in Sweden) econtinuou à procura de emprego.
Ao fim de mais um dia frustrante, com muitos contactos feitos através doseu telemóvel (Made in Finland) e, após comer uma pizza (Made in Italy), oAntónio decidiu relaxar por uns instantes.
Calçou as suas sandálias (Made in Brazil), sentou-se num sofá (Made inDenmark), serviu-se de um copo de vinho (produced in Chile), ligou a TV(Made in Indonésia) e pôs-se a pensar porque é que não conseguiaencontrar um emprego em PORTUGAL...
Os tempos são dificeis e o desemprego alastra de uma forma incontrolável, é preciso analisar e também apelar aos portugueses sobre a importância da aquisição de produtos MADE IN PORTUGAL!

sábado, junho 20, 2009

Todos por um!

Nos dias de hoje é dificil conseguirmos corresponder a todas as solicitações e à roda viva característica da sociedade contemporânea. Se é verdade que o mundo está em mutação a uma velocidade incontrolável, é também importante termos em cada objectivo que traçamos a consciência tranquila e sempre a percepção de missão cumprida.
Sempre assumi em todos os projectos que abraço a inteira responsabilidade e a inteira disponibilidade para consumar o melhor. Pois é neste príncipio que acho que todos tempos a responsabilidade de colaborar para uma sociedade mais justa e mais coerente. Assiste-se cada vez mais a uma sociedade sem valores onde não se priveligia as relações humanas e o respeito e educação pela liberadade de cada qual.
Os dias que se apresentam não são certamente os mais fáceis e exigem que TODOS os cidadãos todos os membros de uma sociedade possam ser parte activa de uma mudança de paradigma assente em valores. A Crise económica e financeira que se vive exige sinergias de todos em prol de uma sociedade mais justa e preparada para dar o salto mais além.
O segredo pode passar por cada qual acreditar em si mas sempre em torno de um objectivo comum.